quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Como aplicar um torniquete para estancar hemorragias

Quando o torniquete tiver mesmo de ser usado, deverá ser executado de forma correta para não trazer problemas ao invés de soluções. Então é sempre bom saber como fazê-lo corretamente.

Como apicar um torniquete corretamente.
by Roberto M.
Um acidente pode acontecer a qualquer momento e às vezes somos obrigados a socorrer um acidentado. O que fazer em ferimentos profundos, nos membros e com hemorragia?
Como devemos proceder, se nos depararmos com uma pessoa com hemorragia muito forte em algum membro (superior ou inferior, tanto faz) que não estanca de maneira alguma?
Temos que tomar alguma providência, pois do contrário a vítima pode morrer antes mesmo de ter um socorro médico.


Quando todos os outros procedimentos não forem suficientes para estancar a hemorragia do membro, temos que aplicar o torniquete.

Mas lembrem-se bem, o torniquete somente deve ser aplicado em casos extremos e como último recurso; quando não houver a parada do sangramento provocado por ferimentos graves nas extremidades dos membros, ou seja, quando todos os outros métodos de controle falharam. Essencialmente ele é usado nos casos de amputação ou esmagamento dos membros.

Quando o torniquete tiver mesmo de ser usado, deverá ser executado de forma correta para não trazer problemas ao invés de soluções. Então é sempre bom saber como fazê-lo corretamente.

O torniquete se aplica da seguinte maneira:
  • 1. Enrolar no membro ferido uma tira de pano largo (aproximadamente 5 cm) acima do ferimento (não usar fios, barbantes ou corda em lugar do pano);

Sequencia do torniquete 1: enrolar o pano no membro.

  • 2. Fazer um meio nó na tira de pano;

Sequência do torniquete 2: fazer o nó na tira de pano.

  • 3. Colocar um pedaço de madeira no meio do nó;

Sequência do torniquete 3: colocar madeira no meio do nó.

  • 4. Completar o nó acima da madeira;

Sequência do torniquete 4: dar outro nó sobre a madeira

  • 5. Torcer a madeira até parar o sangramento, sem, no entanto, apertar demais;

Sequência do torniquete 5: torcer a madeira.

  • 6. Desapertar o torniquete a cada 10 minutos. É importante marcar no relógio o início da compressão, para saber quando desapertar;
  • 7. O torniquete deve ser desapertado antes do tempo exigido de 10 minutos, quando notarmos que as extremidades dos dedos estão arroxeadas ou frias.
  • 8. Chame um médico o mais rápido possível.

Bibliografia: Manual de Primeiros Socorros nos acidentes de trabalho – Seki, Clovis Toiti et alii – FUNDACENTRO, São Paulo, 1981

Artigos Recomendados:

3 comentários:

  1. Vale lembrar que atualmente segundo os padrões internacionais de socorrismo, não são mais utilizados os torniquetes, usa-se a técnica de pontos de pressão para se conter hemorragias!!!

    ResponderExcluir
  2. Boa postagem, atualmente não é mais orientado que o torniquete seja afrouxado de tempo em tempo devido a uma série de complicações que trazem risco à vida do acidentado. Em casos extremos onde é aplicado o torniquete ele só deve ser aliviado em um ambiente hospitalar com a assistência de medicamentos e equipe médica.

    ResponderExcluir
  3. ERRADO, torniquete fora do hospital pode sim, em amputações ou esmagamentos, sempre em femur, ou braço, nunca em ante braço,ou tibia e fíbula ou punhos.Uma vez aplicado o torniquete só pode ser liberado no hospital.Hoje sugere-se o GARROTEAMENTO ao invés do torniquete para outros casos onde todas as tentativas de henostasia tenham falhado,

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...